Ao pensar em sustentabilidade e no apoio à produção em diversos níveis, alguns equipamentos são de grande ajuda. Entre os recursos que estão disponíveis, o biodigestor se destaca.

Prático, muito eficiente e capaz de gerar alguns elementos, é uma ferramenta que não deve ser desconsiderada de sua configuração. Porém, é preciso entender melhor como ele funciona.

Neste post, veja o que é o biodigestor e entenda melhor quais são as principais características.

Afinal, o que é o biodigestor?

Como o nome indica, o biodigestor está relacionado ao tratamento de resíduos orgânicos. Por causa de suas configurações, ele garante a decomposição das matérias em biogás e biofertilizante.

Para que isso seja possível, os elementos são misturados com água e inseridos em um sistema coberto. A partir da decomposição, há a formação dos compostos de saída.

Quais são os tipos disponíveis?

Dependendo de cada necessidade, há um tipo de biodigestor existente. Eles variam em forma, tamanho e atuação, então é preciso fazer uma escolha adequada. Veja quais são os modelos disponíveis e entenda qual é o mais indicado.

Tubular

O biodigestor tubular é um dos maiores existentes e é ligado a uma estrutura conhecida como lagoa de biofertilizante.

Para a decomposição, há a mistura de esterco animal com água, de modo a aguardar a atuação das bactérias. Com a produção do biofertilizante, em forma líquida, ele passa para a área de lagoa e pode ser retirado.

Cúpula

Já o biodigestor cúpula também é chamado de canadense. Ele é formado por um material especial, pressurizado e que permite que os dejetos sejam consumidos pelas bactérias.

Tem uma instalação mais simples, além de contar com recursos como válvulas e outros elementos.

Mini

Para pequenas produções, a alternativa mini é ideal. De dimensões reduzidas, também é mais barato e consegue processar uma quantidade pequena de resíduos. Não ocupa muito espaço e é de fácil manejo, o que garante um melhor resultado.

Residencial

Não apenas os negócios relacionados podem usar o produto. O biodigestor também pode ser aplicado para residências, tanto as rurais quanto as urbanas.

A instalação acontece em um pequeno espaço e a capacidade atende às necessidades básicas de um lar.

Quais são as vantagens desse produto?

Em ambientes de produção bovina, caprina, suína ou de aves (como a cama de frango), é comum que os dejetos sejam um problema. É preciso buscar uma solução para a sua eliminação e, muitas vezes, isso demanda custos e mão de obra. Com o uso do biodigestor, tudo é consumido pelas bactérias de maneira prática.

Além disso, a produção a partir dos resíduos ajuda a gerar economia em vários sentidos. O biofertilizante tem alto valor biológico e pode ser usado em certas plantações, como forma de obter mais produtividade. Já o biogás é um ótimo combustível e que substitui, até mesmo, o tradicional gás de cozinha.

Prático de ser instalado, é um investimento que se paga com o tempo. Também é importante por não deixar cheiro e nem acumular vetores, como insetos. Para completar, é uma forma de obter sustentabilidade e auxiliar o planeta.

O biodigestor é um equipamento que ajuda o meio ambiente e os negócios que lidam com os resíduos orgânicos. Com a produção de gás e fertilizante, é um ótimo investimento.

Ainda tem alguma dúvida sobre esse elemento? Deixe um comentário e participe!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...