Tag Archive for tanque para peixes

Tanque Australiano x Tanque Convencional

Existe hoje no mercado uma enorme variedade de reservatórios, o ideal é pesquisar suas vantagens e desvantagens, o que será um fator decisivo na hora de efetuar a compra, variando entre o tempo de construção, tamanho, vida útil do material entre outros fatores.

australiano x convencional

Moldada com estrutura de chapa de aço galvanizada revestido de PVC, os tanques do tipo australiano da Recolast, se diferencia desde a facilidade na montagem até uma simples manutenção!

australia

 

Tanque Australiano Recolast se destaca por ter vantagens que o diferenciam de um tanque Australiano Convencional, veja o comparativo:

comparativo

Clique aqui para ver um vídeo comparativo do nosso tanque Tipo Australiano X Australiano Convencional!

Veja onde e como utilizar:

Para Empresas e Indústrias:
• Estocagem de água potável;
• Armazenamento de água com resíduos de processos industriais;
• Lavagem de equipamentos;
• Prevenção de incêndios;
• Tratamento de efluentes;
• Sanitários.

Para Agropecuária:
• Irrigação de pasto;
• “Pulmão” para Bebedouro de animais;
• Lavagem de estábulo e cama de frango;
• Criação de Peixes, camarões e rãs;
• Armazenamento de grãos;
• Esterqueira.

Para Condomínios:
• Limpeza de área comum;
• Captação de água de chuva;
• Irrigação de jardins;
• Armazenamento de água potável;
• Lavagem de carros;
• Reposição de piscinas.

 Alguns de nossos clientes que adquiriram o Tanque Australiano Recolast:

1              

 

 

 

2

 

 

 

 

 

 

 

 

3

 

 

 

 

 

 

 

 

 


4

 

 

 

 

 

 

 

A RECOLAST AMBIENTAL oferece sempre o melhor custo x benefício com a devida qualidade para diversos projetos.

Entre em contato com a nossa equipe e solicite uma consultoria sem compromisso!

CLIQUE AQUI, para solicitar uma proposta!

Quantos peixes cabem no meu reservatório?

Quantos peixes cabem no meu reservatório? É uma das perguntas mais comuns, feita pelos que pretendem criar peixes.

Para iniciar um projeto de piscicultura é importante avaliar o mercado de piscicultura na sua região para definir o sistema adequado e planejar um investimento viável. Um dos passos importantes é determinar a capacidade de produção e para isso é necessário fazer um planejamento de quantidade e tamanho do reservatório que irá utilizar.

A quantidade de peixes que cabem dentro dos reservatórios é determinada a partir do tipo de cultivo, que pode ser extensivo, semi-intensivo, intensivo ou super intensivo, pela espécie do peixe, tipo e dimensão do reservatório e também varia de acordo com a capacidade de vazão de água (entrada e saída de água do reservatório).

Quantos peixes cabem o reservatório

Tilápias

Tipos de cultivo e quantidade de peixes

Cultivo extensivo: Nesse tipo de cultivo, o peixe não recebe alimento produtor e só se alimenta do que existe no reservatório: lago, açude ou represa, além do produtor não ter muito controle da produção, a despesca acontece em um processo mais lento. Estima-se 1 peixe para cada m² e cerca de 1 tonelada/ano.

Cultivo semi-intensivo: também acontece em reservatórios como lago, açude ou represa, mas diferente do cultivo extensivo, nesse tipo de criação, o produtor tem controle do abastecimento e da produção, faz adubação da água e do solo, além de dar alimentos complementares. Também se estima 1 peixe por m² e cerca de 4 toneladas/ano.

Algumas espécies:

  • Tilápia: de 14.000 a 18.000 peixes por hectare (10.000 m²);
  • Pintado da Amazônia:  4.000 peixes por hectare;
  • Pacu, Tambacu ou Piraptinga: de 8.000 a 12.000 peixes por hectare;

Cultivo intensivo: O produtor que faz cultivo intensivo alimenta os peixes com ração equilibrada, tem absoluto controle de produção, faz renovação da água e utiliza um sistema totalmente voltado para criação de peixes em grande escala e rapidez. Ele pode colocar de 1 a 3 peixes por m² e consegue até 10 toneladas de peixes por ano.

Algumas espécies:

  • Tilápia (cerca de 600g): 100 a 125kg por m³, ou seja, 205 peixes, aproximadamente;
  • Pintado da Amazônia (cerca de 1000g): 60 a 80 kg m³, 80 peixes, aproximadamente.

Cultivo super intensivo: Esse tipo de cultivo pode ser feito tanto em reservatórios escavados quanto nos que ficam sobre o solo (geralmente utiliza-se reservatórios circulares[link tanque australiano]), mas sempre com o uso dos tanques rede, uma das características desse cultivo é a recirculação e reuso da água. É possível colocar até 300 peixes por m³ e produzir até 150kg por mês.

 Dica:

Cuidado para não ultrapassar a quantidade de peixes que cada reservatório suporta, pois além de faltar oxigenação, os peixes passam a ter dificuldade para se alimentar e se locomover, acabam emagrecendo e afetando a produção.

Agora que já sabe a quantidade de peixes para cada projeto, que tal fazer um planejamento do seu? A Recolast possui consultores especializados para auxiliá-lo em seu negócio!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...