Suinocultura – Oportunidades no mercado de exportação

Em 2016, a suinocultura se destacou de varias formas, e a que mais rendeu lucros, foi a exportação da carne.  A exportação brasileira cresceu cerca de 54,7% no primeiro semestre de 2016. Por ser a proteína animal mais consumida no mundo, o Brasil e o restante do mundo estão cada vez mais expandindo no mercado de exportação, fornecendo principalmente para a China, Rússia, Venezuela e Hong Kong.

Os primeiros meses de 2016 foram ótimos para a suinocultura no Brasil, a produção interna de carne suína na China foi impactada por diversos problemas, reduzindo a produção drasticamente, por conta de legislações ambientais, e assim aumentou a procura pela importação para o país. Contudo, o Brasil em maio de 2016, exportou para a China uma quantidade suficiente para gerar um crescimento maior do que os anos anteriores. Desde dezembro de 2016, a China contou com seis novos frigoríficos de carne suína para receber a exportação do Brasil, e hoje já contamos com mais de dez frigoríficos aptos à exportação diretamente para a China.

O consumo de carne suína é de 14,5% no Brasil, e a soma desse consumo no mundo todo, é de 42,9%, portanto, torna a exportação uma oportunidade para o crescimento da suinocultura no mundo. No Brasil, a suinocultura está destinada a crescer cerca de 21% nos próximos 10 anos, atingindo cerca de 4,3 milhões de toneladas de carne.  Os estados de maior produção são: Santa Catarina, Paraná, Rio grande do Sul, Minas Gerais, Mato Grosso, São Paulo e Goiás.

Com bastante otimismo em relação à suinocultura brasileira, o crescimento rápido da mesma, influenciou que os produtores fizessem mais propagação de seus produtos, aumentando o conhecimento de todos, contribuindo para que cada vez mais a carne suína seja consumida, dando oportunidade no investimento econômico nos próximos anos.

Criação de peixes – O que esperar para os próximos anos?

 Sabemos que 2016 foi um ano muito difícil para a economia brasileira, e mesmo diante de todo este transtorno, mais uma vez a piscicultura se destacou como o setor que mais cresce na agropecuária.

Dando ênfase a piscicultura, a criação de peixes está em expansão no Brasil. O crescimento em 2016 chegou a 10%, faturando R$ 4,5 bilhões de reais!
criacao de peixes

Mas o que fez o cultivo de peixes se tornar algo tão promissor no Brasil? 

Acompanhe este artigo para ver o quanto a piscicultura é abrangente e as diversas oportunidades de iniciar um negócio rentável ligado a piscicultura para os próximos anos.

Oportunidades de expansão para criadores de peixes:

Na Indústria de pescado

É ampla e cheia de oportunidades. Frigoríficos, Restaurantes, Indústria de congelados entre outros, são responsáveis pela maior movimentação do setor de piscicultura.

Resultado de imagem para indústria de pescado

Cada vez mais, o brasileiro busca por alimentação mais saudável, e o pescado cumpre bem este papel em proteínas, e nutrientes.

Na moda

Curtumes (ou alçarias) são responsáveis por reaproveitar a pele do peixe para a confecção de bolsas, sapatos, brincos, e artesanatos em geral.

curtume de peixes
Há diversas empresas investindo no curtume de peixes, devido ao crescimento da piscicultura no Brasil. Estes curtumes enxergam a possibilidade de expansão junto com o criador de peixes, e cada vez mais, este trabalho está sendo executado em conjunto!

Saiba mais sobre as oportunidades da criação de peixes neste artigo.

O que esperar para os próximos anos na piscicultura?

De acordo com o relatório da FAO, a aquicultura terá ainda mais expansão nos próximos anos no Brasil. O consumo de pescados no Brasil chegará a 12,7 quilos em 2025, cerca de 32% a mais do que os 9,6 quilos consumidos por ano entre 2013 e 2015. A expectativa é que em 2025 a produção já seja de 1,145 milhão de toneladas!

O que falta para você iniciar sua criação de peixes?

A Recolast está a 39 anos no mercado, e certamente pode te ajudar com soluções em reservatórios escavados, tanques australianos, criação intensiva de peixes, ou criação de peixes e hortaliças (aquaponia).

Irrigação Sustentável: Economia e Produtividade!

Entenda como a prática da irrigação sustentável e o ato de armazenar água garante uma boa safra e economia o ano todo mesmo em períodos de racionamento e estiagem!

 

O Consumo de água na irrigação

O consumo de água na Irrigação é algo de fato preocupante, pois em alguns métodos, uma grande quantidade de água é necessária para uma boa produção.

Há diferentes tipos de irrigação e cada um opera de um jeito. Há métodos em que de toda a água utilizada no processo, 40% é realmente eficaz, e os outros 60% é desperdiçada, por ser utilizada em momentos onde não é necessária a irrigação, e em horários onde ocorre a evaporação. Sistemas de irrigação sem manutenção, ou feitos de forma irregular, desperdiçam água de modo que possa prejudicar diretamente o meio ambiente, pois o excesso de água contamina o solo, por conta dos agrotóxicos presentes na água utilizada.

05

 

 

Uso consciente, de forma eficiente!

Mais de 70% da água consumida no mundo vai para a agricultura, irrigar não é sinônimo de esbanjar água, portanto evitar o desperdício é regra!

Já pensou em praticar irrigação sustentável?

Outras formas são empregadas quando as propriedades rurais não disponibilizam de tecnologias para controlar o uso da água, é o caso da utilização da água reaproveitada da chuva, por exemplo.

De qualquer forma é necessário planejar o uso do recurso hídrico de maneira adequada, para que a irrigação seja feita de forma consciente, sustentável e atenda a demanda dos produtores sem causar impactos ambientais, potencializando ao máximo a produção.

Diante disso, a Recolast Ambiental te mostra que é possível praticar a irrigação sustentável, oferecendo soluções em reservatórios para o armazenamento da água com diversos volumes e medida para atender a sua necessidade:

Tanque Australiano

tanque australiano

Uma opção de reservatório suspenso com formato circular, estruturado com chapa de aço galvanizada revestido com geomembranas de pvc nas capacidade de 2m³ a 500m³ com opção de tampa.

Tanque Escavado

tanque escavado

Para tanque escavados, temos as Geomembranas de PVC que tem como finalidade impermeabilizar o reservatório de acordo o seu projeto, ou temos alguns modelos pré-moldados de 25m³ a 500m³.

Eco Tanque / Cisterna de Condomínio

eco tanque

Com capacidade de 10m³ a 40m³ para armazenamento de água em espaço reduzido, o Eco Tanque tem altura de 2m ( + 80cm da tampa).

Mega Tanque

mega tanque

O Mega tanque tem altura de 2,45m e capacidade para armazenamento de 600m³ a 1.200m³ de água e são confeccionados em tela de aço soldada, revestido em Geomembrana PVC.

Agrocisterna

agrocisterna

A Agrocisterna tem cobertura impermeável e pode ser armazenado 150m³ a 1.050m³ de água.

Irrigação sustentável é sinônimo de economia e produtividade o ano todo! Vamos prática -la?

Entre em contato com os consultores da Recolast e solicite seu orçamento! CLIQUE AQUI

 

Confinamento de Bovinos – Soluções economicamente viáveis e Sustentáveis para o seu negócio!

Neste artigo:”Confinamento de Bovinos – Soluções economicamente viáveis e sustentáveis para o seu negócio”, você terá acesso a:

- Origem do confinamento de bovinos;
- Benefícios;
- Complicações;
- Geração de Oportunidades.

 

Confinamento de Bovinos

Origem

A origem do confinamento de bovinos, veio da necessidade de aliviar os pastos em épocas de seca, onde a lavoura, local onde o gado normalmente se alimenta, não prospera como o pecuarista necessita para manter seu ciclo de produção. Devido a este fator, os criadores de gado começaram a confinar os mesmos, para que integralmente neste período ou em algumas horas do dia, o bovino se alimente de ração, para que assim, a produção não diminua seu ritmo e o ciclo de venda também não seja comprometido.

Benefícios

A prática de confinamento de bovinos é estrategicamente benéfica para o produtor de gado, pois além de concentrá-los em um espaço curto, para melhor campo de visão e controle dos animais, o confinamento bovino auxilia na integração entre lavoura e pecuária, aproveitando ainda mais os recursos da propriedade.

Complicações

Esta estabilidade de produção que o confinamento de bovinos proporciona, possui também seus pontos negativos, como por exemplo a necessidade de estocagem de água para limpeza do local, o custo da ração, e o tratamento da matéria orgânica, que deve ser tratada para não trazer danos as nascentes, rios e açudes e não comprometer o uso do solo diante da contaminação que pode ocorrer.

Resultado de imagem para resíduos de confinamento bovino

Geração de oportunidades

Para tratamento desses resíduos, há algumas práticas utilizadas por diversos produtores, como a utilização de esterqueiras e sistemas de compostagem, porém esta matéria orgânica (resíduos líquidos e sólidos), após o tratamento através de uma digestão anaeróbica, se transforma em um biofertilizante de alta qualidade para irrigação de pastos, e o resultado desse tratamento, gera o biogás, que pode ser utilizado como energia térmica e geração de energia elétrica para a propriedade rural como um todo.

O Biodigestor é o grande aliado para esta pratica, para um confinamento de bovinos sustentável e rentável para o pecuarista!

Como biodigestor você trata a matéria orgânica, de acordo com as leis ambientais, pois não exala cheiro, e é impermeabilizado com geomembrana, para que não haja infiltrações no solo.

raimundo-to

O Biodigestor é um processo de reação anaeróbica, ou seja, sem oxigênio para que estas bactérias se proliferem, gerando o biogás, e após a degradação da matéria orgânica, a geração de biofertilizante rico em nutrientes para o plantio da propriedade rural otimiza ainda mais a plantação.

O confinamento de bovinos é o seu negócio! E o Biodigestor é a solução para problemas ambientais e econômicos que você possa ter em sua propriedade rural.

Faça uso dessa prática com o auxílio da Recolast Ambiental!

Nós dimensionamos um biodigestor de acordo com a quantidade de animais que você possui e temos diversas opções para atender a sua necessidade!

Construção de um Biodigestor

Biodigestor Tubular em construção.

 

Solicite agora a consultoria gratuita de um de nossos técnicos para que possamos viabilizar o projeto de um confinamento sustentável e econômico para você!

Irrigação integrada com Criação de Peixes!

Irrigação integrada com criação de peixes certamente trará benefícios para ambas as atividades e para os agricultores.

Irrigação Integrada com Criação de Peixes

O Brasil tem incentivado o ramo agrícola e ampliado a sua área de irrigação, tornando assim mais uma alternativa para aumentar a produção de alimentos. A piscicultura é também uma importante ferramenta para o desenvolvimento social e econômico de uma região, possibilitando o aproveitamento efetivo dos recursos naturais e locais.

Os benefícios de uma irrigação integrada!

A piscicultura se beneficiará aproveitando a infra-estrutura já implantada nos projetos de irrigação. As águas que passam pelos cultivos de peixes poderão trazer grande contribuição para a exploração de produtos vegetais, em virtude da riqueza em nutrientes, principalmente nitrogênio e fósforo, provenientes dos dejetos dos peixes e de restos de ração não consumida.

O cultivo integrado com piscicultura também se faz no projeto de Aquaponia em forma de simbiose, onde a água rica em matéria orgânica que sai do tanque dos peixes, passa pelo canal hidropônico (hortaliças), utilizando os nutrientes contidos na água para seu metabolismo/crescimento, e como contrapartida efetua a limpeza da água que retornará em boas condições aos peixes.

Os cuidados com água!

A utilização de efluentes da piscicultura para irrigação requer alguns cuidados, como a qualidade da água em relação aos resíduos. Sendo estes, os responsáveis pela produção de amônia, é necessário fazer a TPA (troca parcial da água), para que a amônia não seja letal para os peixes. Logo, são retiradas 50% da água do reservatório, que será usada para a irrigação, assim, beneficiando a plantação, e mantendo a qualidade de vida dos peixes.

As características do local!

Do ponto de vista das instalações, é importante levar em consideração as características do tipo de reservatório a ser usado quanto a: largura, profundidade, altura de lâmina de água, vazão, e locais de bombeamento de água, sistema de irrigação adotado e tipos de insumos usados nos cultivos agrícolas, em especial os agrotóxicos. O uso de agrotóxico nas plantações pode comprometer a sobrevivência dos peixes ou a qualidade do pescado produzido.

Reservatório escavado com água captada dos galpões.

No mercado há diversas alternativas de reservatórios para irrigação integrada com criação de peixes, dentre as opções estão os reservatórios escavados impermeabilizados com Geomembrana e os Tanques suspenso do tipo Australiano.

Na questão ambiental…

Como qualquer outra atividade, a criação de peixes em canais de irrigação requer uma avaliação prévia do mercado, tanto no que se refere à aceitação do peixe a ser produzido, quanto à disponibilidade dos insumos necessários à criação. Também é imprescindível obter, junto à administração dos perímetros de irrigação públicos, a autorização para realizar o cultivo de peixes.

Tilápia é a melhor opção!

tilapia-01

Dados indicam que a criação de tilápia do Nilo não alterou de forma negativa a qualidade da água no canal, sendo esse fato favorecido pelo manejo de bombeamento e vazão da água para a irrigação integrada.

Como sabemos, o mercado da tilápia vêm crescendo cada vez mais, pois têm uma excelente procura e aceitação devido as suas características. De boa resistência à uma saborosa carne, a tilápia promove um rápido crescimento e fácil manejo, além do aproveitamento do couro e as vísceras para produção de óleo e farinha de peixe. São inúmeras vantagens que agregam valor a espécie, saiba mais dessas vantagens clicando aqui.

Como vimos, é de fundamental importância a irrigação integrada com a criação de peixes, pois resulta em maior diversidade de produtos ou aproveitamento de recursos não explorados, já que se podem produzir duas culturas utilizando a mesma água.

Agora que você já sabe que a irrigação integrada com criação de peixes só tem benefícios, que tal impermeabilizar seu reservatório com eficiência para que o sistema tenha melhor desempenho, sem riscos de vazamento e perda de água?

Escolha as geomembranas em pvc e garanta a durabilidade do seu sistema de irrigação.

Entre em contato com os consultores da Recolast para auxiliar no seu projeto CLICANDO AQUI!

Irrigação: Economize com apenas 5 dicas!

A irrigação é uma técnica milenar que tem como objetivo fornecer uma quantidade de água às plantas, que juntamente com as demais operações agrícolas como adubação, mecanização, controle de pragas e doenças, entre outras, contribui de forma mais efetiva para o aumento da produtividade no cultivo.

 

Além disso, se bem utilizada, a irrigação é um instrumento muito eficaz no aumento da rentabilidade dos empreendimentos, permitindo a racionalização dos insumos, por exemplo, através da fertirrigação.

Os diversos sistemas de irrigação disponíveis atualmente no mercado dão aos produtores uma moderna tecnologia de produção agrícola. Saiba mais sobre os tipos de irrigações clicando aqui!

1)    Quais as vantagens de uma boa Irrigação?

  • Viabiliza o aumento da produtividade;
  • Melhora a qualidade do produto colhido;
  • Permite colheita na entressafra;
  • Amplia o período de produção e organização do cultivo;
  • Possibilita a fertirrigação.

A agricultura é responsável por aproximadamente 69% de todo o gasto com água no mundo. A irrigação consome em média metade da água que é utilizada em forma de evaporação e transpiração das plantações, enquanto a outra metade retorna para o solo ou se perde em evaporação improdutiva.

ÁGUA NA IRRIGAÇÃO

Uso da água na Irrigação

2)    O desperdício de água na irrigação é de fato preocupante!

De toda água utilizada no processo, 40% é de forma correta e efetiva, enquanto os outros 60% da água é aplicada em excesso, nos momentos em que a planta não necessita e em horários do dia em que se ocorre mais evaporação.

irrigação

Ocorre desperdício também devido aos sistemas sem manutenção ou sem eficácia, e, contudo, é mais perigoso para o meio ambiente, pois o excesso da água utilizada acaba contaminando o solo, por conta do agrotóxico usado na plantação, assim poluindo rios e dificultando cada vez mais a obtenção da água. É necessário verificar as condições do solo para irrigar, e evitar ao máximo que os nutrientes aplicados no solo sejam transportados para o lençol freático.

3)    Toda água é boa para irrigação?

Não. Se ela contiver teores elevados de sais, materiais em suspensão e a presença de microorganismos patogênicos, pode impedir o seu uso para irrigação ou, então, afetar a escolha do sistema de irrigação e do cultivo a ser implantado. Esta situação é relativamente freqüente nas áreas circunvizinhas a grandes cidades.

Para saber se a água é própria para irrigação é necessário realizar a análise nos laboratórios do IPA, da Embrapa, Universidades Federais e de outras instituições credenciadas, dependendo do tipo de problema a ser detectado: salinidade e aspectos sanitários relativos à saúde humana do produtor e consumidor.

4)    Uso consciente de forma eficiente!

É possível ter economia de água na agricultura através de alguns métodos alternativos de irrigação e também, pelo controle do uso de recursos hídricos que não são aproveitados no processo produtivo do campo.

Um desses métodos é a irrigação por gotejamento, onde o uso da água é controlado e proporciona um melhor aproveitamento dos recursos hídricos, diminuindo o desperdício.

Irrigação por gotejamento

Irrigação por gotejamento

5)    Evite o desperdício!

Para evitar o desperdício de água na irrigação, são necessários alguns cuidados:

• Realizar a irrigação em períodos noturnos, quando a força do vento é menor;

• Verificar se há vazamento em tubos condutores de água;

• Medir a água da chuva através de equipamentos como pluviômetros, entre outros.

Outras formas também são empregadas quando as propriedades rurais não disponibilizam de tecnologias para controlar o uso da água. Ou seja, a utilização da água reaproveitada da chuva, por exemplo. De qualquer forma é preciso planejar e executar o armazenamento desse recurso.

É possível encontrar diversos volumes de reservatórios para o armazenamento da água a ser utilizada.

Uma ótima opção é a utilização dos Tanques do tipo Australiano, uma opção de reservatório suspenso com formato circular, estruturado de Chapa de Aço Galvanizada revestido com Geomembrana de PVC. A praticidade na instalação é uma de suas vantagens!

Tanque Australiano

E se optar por Tanques Escavados, as Geomembranas de PVC tem por objetivo impermeabilizar seu reservatório com eficiência e durabilidade. Sendo comercializado soldada até 1000m2, ou em medidas pré-estabelecidas.

Tanque Escavado

Entre em contato com os consultores da Recolast e solicite seu orçamento! CLIQUE AQUI!

Sistemas para criação de peixes que não exigem licenciamento ambiental

O consumo de peixes no Brasil e no exterior tem alavancado o mercado da piscicultura.

São muitas as modalidades de criação de peixes, e cada vez mais, o produtor deve estar ligado em novas tecnologias para otimizar a produção, diminuindo os custos e principalmente o impacto que esta nova criação terá para o meio ambiente.

Diante desse cenário, a Recolast sempre em busca de inovação, disponibiliza sistemas para criação de peixes de vários tamanhos, de acordo com a necessidade de cada produtor.

Listamos alguns modelos de criação que não agridem o ecossistema, e por isso, não precisam de licenciamento ambiental. Confira!

 Kit Educacional – Aquaponia

KIT EDUCACIONAL AQUAPONIA

Este kit educacional Aquaponia, foi desenvolvido especialmente para despertar a curiosidade e o interesse de adultos e crianças pela piscicultura e agricultura.

É a junção da criação de peixes com hortaliças, criando uma simbiose, onde o dejeto dos peixes, se torna alimento para as plantas e os nutrientes das plantas, se tornam alimentos para os peixes.

Em um sistema como este, a produção chega até 50 pés de hortaliças e 50 peixes de 400g.

Saiba mais neste link>

 

Aquaponia
Aquaponia

Através do mesmo processo de simbiose do Kit Educacional acima, a Aquaponia é um sistema para uma produção mais completa, onde a produção chega até  200kg de peixes e 500 pés de hortaliças.

Neste sistema, é possível uma criação mais voltada para o comercio, onde você já pode  vender peixes e hortaliças em locais próximos de casa, obtendo um lucro maior.

Saiba mais neste link:

 Fábrica de Peixes & Algas

fabrica de peixes

A Fábrica de Peixes & Algas, já é um sistema de criação intensiva, com troca zero de água, para uma produção em grande escala.

Com este sistema, você consegue uma produção de até 1000kg de peixes!

A criação de peixes neste sistema, é para quem está querendo empreender, pois é necessário um acompanhamento constante do mesmo.

Sabia mais neste link>

Para quem é leigo no assunto de criação de peixes, a Recolast desenvolveu um curso de criação intensiva (Dia de Campo), voltado para quem deseja empreender com a Fábrica de peixes, onde há um curso teórico, com informações de mercado e consumo em conjunto com uma visita a uma fábrica de peixes em um cliente nosso para demonstração do sistema.

 

 

 

IMPERMEABILIZAÇÃO: TENHA EXCELENTES RESULTADOS!

Não sabe qual Geomembrana é a mais eficiente para seu projeto?

COMPARE, COMPROVE E FAÇA A MELHOR ESCOLHA!

A impermeabilização é uma técnica que consiste na aplicação de produtos específicos com o objetivo de proteger as diversas áreas de um projeto contra ação de infiltrações, umidades e entre outros fatores.

Impermeabilizar é um termo obrigatório quando se fala em obra, no entanto não é qualquer impermeabilizante que dará a qualidade e durabilidade adequada ao projeto. É necessário planejamento, a indicação da técnica a usar depende de cada tipo de estrutura/projeto sobre a qual se queira proteger, usando as especificações corretas tanto em termos técnicos quanto atendendo às normas específicas.

Em obras como: reservatórios diretamente no solo ou em alvenaria, lajes, paredes de contenção entre outras áreas propensas à umidade e infiltrações, a ausência de impermeabilização pode causar danos como descolamento dos pisos e azulejos, rachaduras e absorção do solo e contaminação do mesmo (em casos de reservatórios), desmoronamento de terra, e etc. A impermeabilização é uma barreira física para que a água não arruíne sua construção.

Há muitas empresas no mercado oferecendo soluções em impermeabilização, porém, você precisa saber qual é o produto mais indicado para sua obra.

Pensando nisso, a Recolast criou um comparativo simples e a utilização das geomembranas mais utilizadas para acabar de vez com essa dúvida, veja:

EM QUAIS PROJETOS USO O PVC OU O PEAD?

PEAD:

  • Aterro Sanitário
  • Reservatório de Mineração
  • Canal Vinhaça
  • Tratamento de esgoto
  • Aterro industrial
  • Central Hidrelétrica
  • Revestimento de caçamba de caminhão

PVC:

  • Lagos Ornamentais
  • Canal de Adução/Irrigação
  • Reservatórios de Água
  • Açudes
  • Barragens
  • Tanques para criação de peixes
  • Lagos para tratamento de efluentes
  • Construção Civil

MAS O QUAL É A DIFERENÇA?

PEAD 

PEAD

A Geomembrana PEAD (Polietileno de Alta Densidade) é formada pela polimerização de compostos que contém uma adesão não saturada entre dois átomos de carbono. Sua instalação é feita somente no local da obra com máquina de solda quente.
Formulado para garantir imunidade dos ataques químicos de soluções ácidas, bases e sais, além de serem insolúveis em solventes orgânicos e químicos.
Fornecida nas espessuras de 0,8mm , 1,00mm, 1,5m e 2mm.

PVC

PVC

A Geomembrana PVC (Policloreto de Vinila) é flexível e se destaca por sua elasticidade, sendo utilizada em diversas obras de construção. É instalado com rapidez e praticidade, o que resulta na queda do custo de mão de obra e equipamentos através do ganho de tempo na instalação. A Geomembrana de PVC é soldada com ar quente para que a emenda se torne permanente e dificilmente é rompida. A nossa grande vantagem, é que até 1000m2, enviamos soldada no tamanho do seu projeto.

A Geomembrana Policloreto de Vinila é fornecida nas espessuras de 0,42mm, 0,80mm e 1mm.

OBRAS EXECUTADAS COM AS GEOMEMBRANAS FORNECIDAS PELA RECOLAST

PVC

PVC

 

 

PEAD

PEAD

COMO É FEITA A MANUTENÇÃO?

Como todo produto, as geomembranas de PVC e PEAD também têm garantia e vida útil. Há fatores que reduzem a durabilidade do material, se manuseado de forma incorreta.

É chegada à hora de fazer a manutenção, e qual é mais viável? Compare:

PVC > Uma das suas vantagens é a Manutenção. Não é necessária a mobilização de técnicos e equipamentos. Podendo ser reparada no local com retalho e cola específica, acompanha instruções e kit reparo.

PEAD > De manutenção mais complexa, qualquer centímetro se faz necessário mobilizar técnico e equipamentos, pois a solda deve ser feita somente no local através de extrusão. O clima frio/chuva também influencia nesse caso, uma vez que a solda é de temperatura elevada.

 

E O CUSTO X BENEFÍCIO?

Relacionamos as principais característica para auxiliá-lo na decisão:

PVC X PEAD

AGORA QUE VOCÊ JÁ SABE A DIFERENÇA, CONTE COM OS CONSULTORES DA RECOLAST NA HORA DE ESCOLHER A MELHOR GEOMEMBRANA PARA SEU PROJETO!

ESTÁ COM O PROJETO EM MÃOS? SOLICITE AQUI SUA PROPOSTA!

Ainda não se convenceu das diferenças? Assista AQUI o vídeo comparativo!

 

 

Biodigestor: Precisando de um, mas ainda tem dúvidas sobre o Projeto?

Biodigestor -> Veja a seguir as principais informações para auxiliá-lo na sua decisão!

 Como qualquer projeto, a implantação de um Biodigestor também precisa ser planejada e dimensionada de acordo com a nossa necessidade e objetivo! A questão é: “Qual modalidade ideal para o seu projeto?”

A Recolast trabalha com alguns tipos de Biodigestores, entre eles:

- Biodigestor Tubular
- Cúpula (gasômetro)
- Biodigestor Residencial.

Para saber e entender melhor como funciona cada um deles, acesse os links abaixo:

tubular x cupula

Biodigestores Recolast

Ver o Comparativo Biodigestor Tubular x Cúpula > Clique aqui

Modelo de Biodigestor Residencial

Modelo de Biodigestor Residencial

Biodigestor Residencial > Clique aqui

Porquê o Biodigestor é tão importante?

O Brasil produz aproximadamente 7,2 bilhões de litros de dejetos líquidos por mês, que lançados diretamente na natureza, podem provocar doenças no homem, degradação ambiental e contaminação das águas subterrâneas.

A boa notícia, é que esses litros podem se tornar financeiramente rentáveis, se utilizados de maneira correta! Neste processo, é gerado dois principais materiais:

Biofertilizante: Conhecido como adubo orgânico, também atua como corretivo de PH do solo. Não causa mau cheiro, não é poluente não apresenta custo, quando comparado aos fertilizantes químicos.

Biogás: Mistura entre gás metano e gás carbônico, que uma vez purificado pode ser utilizado como fonte de calor em alguns processos e, com auxilio de um grupo de gerador, fonte de energia elétrica.

Quer saber quanto seu projeto pode gerar de Biofertilizante e Biogás, faça você mesmo o cálculo, CLICANDO AQUI!

Inúmeras são as vantagens do Biogás produzido no Biodigestor. AQUI, você encontra as principais!

São tantas vantagens que Ney Pontes, Gerente de Projetos da Granja São João – uma das maiores granjas de suínos com mais de 11 mil animais – adquiriu 6 biodigestores, e hoje é um dos nossos casos de sucesso. Veja a MATÉRIA AQUI!

Restou alguma dúvida? Baixe nosso Perguntas e Respostas, respondidos pelos nossos técnicos, para te ajudar a escolher o modelo ideal para seu projeto!

O que está esperando?! Adquira logo o seu biodigestor e seja nosso próximo caso de sucesso!

Fale com nossos consultores, por email ou através do site > Clique aqui

Reservatório de água: O desafio da Pecuária pode ser esta simples solução

Reservatório é uma solução simples para a estiagem, que afeta alguns Estados trazendo reflexos negativos tanto no meio urbano como no rural, pois parte do problema está associado a uma gestão não controlada do recurso água.

 

O Brasil tem cerca de 12% da água doce do planeta. No entanto sua distribuição é desigual e as principais reservas não estão localizadas onde se concentra grande parte da população. Um exemplo é que 68% da disponibilidade de água superficial está na Região Hidrográfica Amazônica, onde a concentração populacional é menor.

A água é essencial para a vida e está presente em todos os tecidos e funções de um ser vivo. É o principal constituinte do corpo de um animal, podendo variar de 50 a 80% do peso vivo, dependendo da idade e do grau de gordura. A água nunca pode faltar para o animal. Em condições de restrição alimentar, um animal pode perder quase toda sua reserva em gordura e cerca da metade de sua proteína (músculos) e ainda sobreviver, mas pode morrer, com uma perda de apenas 10% da água corporal.

criação de gado

Criação de Gado

Frente a esta situação, seria um erro arriscar perdas na produção pela restrição de água ao animal, principalmente em regiões tropicais, onde altas temperaturas podem dobrar a necessidade diária de água.

O produtor não deveria ficar apenas preocupado com a quantidade de água mas, sim, também com a sua qualidade. As águas em bebedouros naturais oferecem uma maior oportunidade para contaminações com resíduos de fertilizantes e fezes, ambos nutrientes que servem para a proliferação de algas e podem alterar o sabor da água. Além disso, águas rasas e paradas podem ser fontes de contaminação de doenças, como verminoses, botulismo e cisticercose.

Reservando para não faltar!

Os dados acima mostram que a água é fundamental para o animal, sendo os bebedouros a solução mais comum, e para que tenham sempre água limpa para os animais, é necessário abastecimento, e então a preocupação do produtor acaba sendo onde reservar essas águas para que não falte em sua propriedade.

Para que haja praticidade no armazenamento, e no abastecimento dos bebedouros, o tanque do tipo australiano é uma excelente solução, são fáceis de montar e podem ser colocados em diversos lugares para que fiquem acessíveis ao produtor, com altura de 1,20m e tampa em PVC 100% vedada, essa alternativa é a mais escolhida para quem quer custo x beneficio na hora de otimizar sua criação de animais e mantê-los sempre saudáveis  e com água limpa!

Os reservatórios da Recolast possui capacidade de armazenamento de 2m³ a 500m³!

Reservatório - Tanque Australiano

Reservatório – Tanque Australiano Recolast

 

Não espera a fonte secar, solicite uma proposta CLICANDO AQUI!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...