Archive for julho 29, 2016

Irrigação: Economize com apenas 5 dicas!

A irrigação é uma técnica milenar que tem como objetivo fornecer uma quantidade de água às plantas, que juntamente com as demais operações agrícolas como adubação, mecanização, controle de pragas e doenças, entre outras, contribui de forma mais efetiva para o aumento da produtividade no cultivo.

 

Além disso, se bem utilizada, a irrigação é um instrumento muito eficaz no aumento da rentabilidade dos empreendimentos, permitindo a racionalização dos insumos, por exemplo, através da fertirrigação.

Os diversos sistemas de irrigação disponíveis atualmente no mercado dão aos produtores uma moderna tecnologia de produção agrícola. Saiba mais sobre os tipos de irrigações clicando aqui!

1)    Quais as vantagens de uma boa Irrigação?

  • Viabiliza o aumento da produtividade;
  • Melhora a qualidade do produto colhido;
  • Permite colheita na entressafra;
  • Amplia o período de produção e organização do cultivo;
  • Possibilita a fertirrigação.

A agricultura é responsável por aproximadamente 69% de todo o gasto com água no mundo. A irrigação consome em média metade da água que é utilizada em forma de evaporação e transpiração das plantações, enquanto a outra metade retorna para o solo ou se perde em evaporação improdutiva.

ÁGUA NA IRRIGAÇÃO

Uso da água na Irrigação

2)    O desperdício de água na irrigação é de fato preocupante!

De toda água utilizada no processo, 40% é de forma correta e efetiva, enquanto os outros 60% da água é aplicada em excesso, nos momentos em que a planta não necessita e em horários do dia em que se ocorre mais evaporação.

irrigação

Ocorre desperdício também devido aos sistemas sem manutenção ou sem eficácia, e, contudo, é mais perigoso para o meio ambiente, pois o excesso da água utilizada acaba contaminando o solo, por conta do agrotóxico usado na plantação, assim poluindo rios e dificultando cada vez mais a obtenção da água. É necessário verificar as condições do solo para irrigar, e evitar ao máximo que os nutrientes aplicados no solo sejam transportados para o lençol freático.

3)    Toda água é boa para irrigação?

Não. Se ela contiver teores elevados de sais, materiais em suspensão e a presença de microorganismos patogênicos, pode impedir o seu uso para irrigação ou, então, afetar a escolha do sistema de irrigação e do cultivo a ser implantado. Esta situação é relativamente freqüente nas áreas circunvizinhas a grandes cidades.

Para saber se a água é própria para irrigação é necessário realizar a análise nos laboratórios do IPA, da Embrapa, Universidades Federais e de outras instituições credenciadas, dependendo do tipo de problema a ser detectado: salinidade e aspectos sanitários relativos à saúde humana do produtor e consumidor.

4)    Uso consciente de forma eficiente!

É possível ter economia de água na agricultura através de alguns métodos alternativos de irrigação e também, pelo controle do uso de recursos hídricos que não são aproveitados no processo produtivo do campo.

Um desses métodos é a irrigação por gotejamento, onde o uso da água é controlado e proporciona um melhor aproveitamento dos recursos hídricos, diminuindo o desperdício.

Irrigação por gotejamento

Irrigação por gotejamento

5)    Evite o desperdício!

Para evitar o desperdício de água na irrigação, são necessários alguns cuidados:

• Realizar a irrigação em períodos noturnos, quando a força do vento é menor;

• Verificar se há vazamento em tubos condutores de água;

• Medir a água da chuva através de equipamentos como pluviômetros, entre outros.

Outras formas também são empregadas quando as propriedades rurais não disponibilizam de tecnologias para controlar o uso da água. Ou seja, a utilização da água reaproveitada da chuva, por exemplo. De qualquer forma é preciso planejar e executar o armazenamento desse recurso.

É possível encontrar diversos volumes de reservatórios para o armazenamento da água a ser utilizada.

Uma ótima opção é a utilização dos Tanques do tipo Australiano, uma opção de reservatório suspenso com formato circular, estruturado de Chapa de Aço Galvanizada revestido com Geomembrana de PVC. A praticidade na instalação é uma de suas vantagens!

Tanque Australiano

E se optar por Tanques Escavados, as Geomembranas de PVC tem por objetivo impermeabilizar seu reservatório com eficiência e durabilidade. Sendo comercializado soldada até 1000m2, ou em medidas pré-estabelecidas.

Tanque Escavado

Entre em contato com os consultores da Recolast e solicite seu orçamento! CLIQUE AQUI!

Sistemas para criação de peixes que não exigem licenciamento ambiental

O consumo de peixes no Brasil e no exterior tem alavancado o mercado da piscicultura.

São muitas as modalidades de criação de peixes, e cada vez mais, o produtor deve estar ligado em novas tecnologias para otimizar a produção, diminuindo os custos e principalmente o impacto que esta nova criação terá para o meio ambiente.

Diante desse cenário, a Recolast sempre em busca de inovação, disponibiliza sistemas para criação de peixes de vários tamanhos, de acordo com a necessidade de cada produtor.

Listamos alguns modelos de criação que não agridem o ecossistema, e por isso, não precisam de licenciamento ambiental. Confira!

 Kit Educacional – Aquaponia

KIT EDUCACIONAL AQUAPONIA

Este kit educacional Aquaponia, foi desenvolvido especialmente para despertar a curiosidade e o interesse de adultos e crianças pela piscicultura e agricultura.

É a junção da criação de peixes com hortaliças, criando uma simbiose, onde o dejeto dos peixes, se torna alimento para as plantas e os nutrientes das plantas, se tornam alimentos para os peixes.

Em um sistema como este, a produção chega até 50 pés de hortaliças e 50 peixes de 400g.

Saiba mais neste link>

 

Aquaponia
Aquaponia

Através do mesmo processo de simbiose do Kit Educacional acima, a Aquaponia é um sistema para uma produção mais completa, onde a produção chega até  200kg de peixes e 500 pés de hortaliças.

Neste sistema, é possível uma criação mais voltada para o comercio, onde você já pode  vender peixes e hortaliças em locais próximos de casa, obtendo um lucro maior.

Saiba mais neste link:

 Fábrica de Peixes & Algas

fabrica de peixes

A Fábrica de Peixes & Algas, já é um sistema de criação intensiva, com troca zero de água, para uma produção em grande escala.

Com este sistema, você consegue uma produção de até 1000kg de peixes!

A criação de peixes neste sistema, é para quem está querendo empreender, pois é necessário um acompanhamento constante do mesmo.

Sabia mais neste link>

Para quem é leigo no assunto de criação de peixes, a Recolast desenvolveu um curso de criação intensiva (Dia de Campo), voltado para quem deseja empreender com a Fábrica de peixes, onde há um curso teórico, com informações de mercado e consumo em conjunto com uma visita a uma fábrica de peixes em um cliente nosso para demonstração do sistema.

 

 

 

IMPERMEABILIZAÇÃO: TENHA EXCELENTES RESULTADOS!

Não sabe qual Geomembrana é a mais eficiente para seu projeto?

COMPARE, COMPROVE E FAÇA A MELHOR ESCOLHA!

A impermeabilização é uma técnica que consiste na aplicação de produtos específicos com o objetivo de proteger as diversas áreas de um projeto contra ação de infiltrações, umidades e entre outros fatores.

Impermeabilizar é um termo obrigatório quando se fala em obra, no entanto não é qualquer impermeabilizante que dará a qualidade e durabilidade adequada ao projeto. É necessário planejamento, a indicação da técnica a usar depende de cada tipo de estrutura/projeto sobre a qual se queira proteger, usando as especificações corretas tanto em termos técnicos quanto atendendo às normas específicas.

Em obras como: reservatórios diretamente no solo ou em alvenaria, lajes, paredes de contenção entre outras áreas propensas à umidade e infiltrações, a ausência de impermeabilização pode causar danos como descolamento dos pisos e azulejos, rachaduras e absorção do solo e contaminação do mesmo (em casos de reservatórios), desmoronamento de terra, e etc. A impermeabilização é uma barreira física para que a água não arruíne sua construção.

Há muitas empresas no mercado oferecendo soluções em impermeabilização, porém, você precisa saber qual é o produto mais indicado para sua obra.

Pensando nisso, a Recolast criou um comparativo simples e a utilização das geomembranas mais utilizadas para acabar de vez com essa dúvida, veja:

EM QUAIS PROJETOS USO O PVC OU O PEAD?

PEAD:

  • Aterro Sanitário
  • Reservatório de Mineração
  • Canal Vinhaça
  • Tratamento de esgoto
  • Aterro industrial
  • Central Hidrelétrica
  • Revestimento de caçamba de caminhão

PVC:

  • Lagos Ornamentais
  • Canal de Adução/Irrigação
  • Reservatórios de Água
  • Açudes
  • Barragens
  • Tanques para criação de peixes
  • Lagos para tratamento de efluentes
  • Construção Civil

MAS O QUAL É A DIFERENÇA?

PEAD 

PEAD

A Geomembrana PEAD (Polietileno de Alta Densidade) é formada pela polimerização de compostos que contém uma adesão não saturada entre dois átomos de carbono. Sua instalação é feita somente no local da obra com máquina de solda quente.
Formulado para garantir imunidade dos ataques químicos de soluções ácidas, bases e sais, além de serem insolúveis em solventes orgânicos e químicos.
Fornecida nas espessuras de 0,8mm , 1,00mm, 1,5m e 2mm.

PVC

PVC

A Geomembrana PVC (Policloreto de Vinila) é flexível e se destaca por sua elasticidade, sendo utilizada em diversas obras de construção. É instalado com rapidez e praticidade, o que resulta na queda do custo de mão de obra e equipamentos através do ganho de tempo na instalação. A Geomembrana de PVC é soldada com ar quente para que a emenda se torne permanente e dificilmente é rompida. A nossa grande vantagem, é que até 1000m2, enviamos soldada no tamanho do seu projeto.

A Geomembrana Policloreto de Vinila é fornecida nas espessuras de 0,42mm, 0,80mm e 1mm.

OBRAS EXECUTADAS COM AS GEOMEMBRANAS FORNECIDAS PELA RECOLAST

PVC

PVC

 

 

PEAD

PEAD

COMO É FEITA A MANUTENÇÃO?

Como todo produto, as geomembranas de PVC e PEAD também têm garantia e vida útil. Há fatores que reduzem a durabilidade do material, se manuseado de forma incorreta.

É chegada à hora de fazer a manutenção, e qual é mais viável? Compare:

PVC > Uma das suas vantagens é a Manutenção. Não é necessária a mobilização de técnicos e equipamentos. Podendo ser reparada no local com retalho e cola específica, acompanha instruções e kit reparo.

PEAD > De manutenção mais complexa, qualquer centímetro se faz necessário mobilizar técnico e equipamentos, pois a solda deve ser feita somente no local através de extrusão. O clima frio/chuva também influencia nesse caso, uma vez que a solda é de temperatura elevada.

 

E O CUSTO X BENEFÍCIO?

Relacionamos as principais característica para auxiliá-lo na decisão:

PVC X PEAD

AGORA QUE VOCÊ JÁ SABE A DIFERENÇA, CONTE COM OS CONSULTORES DA RECOLAST NA HORA DE ESCOLHER A MELHOR GEOMEMBRANA PARA SEU PROJETO!

ESTÁ COM O PROJETO EM MÃOS? SOLICITE AQUI SUA PROPOSTA!

Ainda não se convenceu das diferenças? Assista AQUI o vídeo comparativo!

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...